quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Prefeita diz não para as eleições diretas para diretores das escolas municipais em Campos



OFICIAL
C3 | Monitor Campista |QUINTA-FEIRA, 08 de janeiro de 2009

"...
Ficam mantidos, na estrutura administrativa
da Secretaria Municipal de Educação,
os cargos de diretores, vices-diretores e secretários,
previstos na legislação vigente e não
abrangidos no Anexo II do presente Decreto,
devendo ser adotados os critérios já estabelecidos.
...
Este decreto entrará em vigor
na data de sua publicação, revogadas as
disposições em contrário.
Prefeitura Municipal de Campos dos"
Goytacazes, 1º de janeiro de 2009.
Rosinha Garotinho - Prefeita

6 comentários:

Tecnenfermaginando disse...

Ha.Ha.Ha.
Às vezes penso q Campos diverge do resto do Brasil em termos de regime de governo, isto aqui não é democracia.

Vc achou q ela faria diferente??

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Cara Professora Hilda,

Venho ao seu valoroso blog esclarecer que não ocupo o cargo de Presidente do SEPE Campos, até mesmo porque este cargo não existe mais!
Hoje compomos uma direção colegiada que conta com 11 diretores(as), sou um deles.
Parabenizo mais uma vez sua iniciativa nesta blogosfera e colho a oportunidade para dizer que, apesar de possíveis equívocos, o SEPE Campos continua pronto a representar a categoria da rede municipal em suas demandas. Em especial questões justas e simbólicas como a gestão democrática das escolas.
Há anos disputamos a base da rede com o SIPROSEP - que possui outras características e não tem a história do nosso sindicato nas lutas pela Educação.
Já há parecer da Justiça identificando o SEPE Campos como representante da categoria da rede municipal, mas ambos os sindicatos tem filiados que optaram por um deles, há ainda algumas companheiras filiadas a ambos.
Na questão específica da campanha pela eleição direta para diretores de escolas, penso que pode haver uma unidade das entidades nesta luta.
O SEPE já tem posição oficial sobre isso e consta na pauta de reivindicações já encaminhada à Prefeita e a seus auxiliares.
Penso ainda que espaços como este blog podem promover uma cobrança, uma saudável pressão sobre nossa entidade que permita uma maior interatividade com a base. Há tempos sabemos que é fundamental intensificar isso, contudo, se tal ação for sinergética, será mais eficaz.
Um abraço.

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Professora Hilda,

Não há motivo ainda para esmorecimento apesar de certa frustração.
A tradição das conquistas de gestão democrática se dá na luta. Devemos insistir e buscar uma ampla mobilização conforme o proposto por vc a partir da ampliação deste debate nas comunidades escolares.
O SEPE está a sua disposição - bem como do universo da categoria - para investir nesta campanha/mobilização.
A proposta está há anos em nossa pauta de reivindicações e permanecerá colocada. Vamos tratar desse assunto com a Secretária Auxiliadora Freitas tão logo consigamos uma audiência e cobrara a gestão democrática nas escolas.
A luta está apenas no começo!

Professora Hilda Helena disse...

Fábio:
É um privilégio ter sua visita!
Estou na luta querido!Aproveitei seu comentário para convocar a classe para a luta!!!
Um abraço!

felixmanhaes disse...

Professora Hilda, obrigado pela visita ao nosso espaço. Aqui também estamos espiando o seu conteúdico blog. Parabéns e não desanime. A Prefeita de Campos tem aspirações eleitorais mais altas que a Prefeitura de Campos. Ela foi vitoriosa nas urnas e não precisa temer eleições diretas nas Escolas. Afinal quem outros projetos maiores deve fazer da Secretaria de Educação de Campos, um protótipo, não só para o Estado, como para o País e o componente democracia é um grande teste para credenciar e robustecer vôos maiores. Um abraço fraterno. Vou ficar espiando.

Professora Hilda Helena disse...

Oi Félix:

Amei sua visita!Estou te acompanhando!!!
Não tem como desanimar sou professora por opção e mais do que nunca estou na luta!
Também acredito que nossa prefeita almeja mais que a prefeitura de Campos....


Gostaria que as eleições diretas nas Escolas fosse de seu interesse e que este projeto fosse realizado na Secretaria de Educação de Campos,mas parece que "o componente democracia" não é a sua proridade para alcançar vôo!
Abraço!

.